thumb image

Dores laborais não são consequência de má postura

Publicado em 17 de agosto de 2018, por espacomov. Nenhum comentário.
.

Ao contrário do que se acreditava até algum tempo atrás, estudos recentes mostram que a máxima “dores nas costas são consequência de má postura” não é real. Como sabemos, o corpo humano não foi feito para se manter estático por muito tempo, por isso a falta de movimentação é a maior responsável pelo aparecimento de dores e desconfortos. Simplificando o raciocínio, basta pensar em como você realizava movimentos com muito mais facilidade quando era criança: pular, correr e agachar eram movimentos simples, mas com o passar dos anos seu corpo desaprendeu a realizar esses movimentos e, gradativamente, foi perdendo a capacidade de fazê-los. Isso acontece porque, com a mudança na rotina e a falta de movimentação, deixamos de praticar tais gestos com frequência e, gradativamente, nossos receptores, localizados em cada uma de nossas articulações, desaprenderam a reproduzi-los.

A situação se agrava quando seu trabalho pede que você se movimente apenas de uma forma específica, e é isso que faz com que sua coluna fique sobrecarregada – a repetição de gestos motores faz com que o nosso cérebro e o nosso corpo trabalhem da mesma maneira durante aquele período, hipersolicitando algumas regiões enquanto outras ficam desativadas. Daí nasce o desequilíbrio, que gera as temidas dores.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que podem te ajudar a evitar esses problemas e ter um dia mais leve e produtivo!

–  Antes de falar das posições, vamos falar da qualidade do seu ambiente de trabalho. Procure manter sempre uma boa iluminação – isso vai evitar que você se curve para conseguir ler ou enxergar. Regular a altura e o posicionamento da cadeira também são fatores importantes.

– Se você trabalha em frente ao computador, o primeiro passo é regular a sua posição. Mantenha a tela do computador voltada para você (é comum pessoas deixarem a tela fora do centro do corpo), na altura do olhar, e as pernas bem abaixo da bancada de sua mesa. Um exercício indicado para quem fica muitas horas sentado em frente ao computador é a extensão torácica – coloque as mãos atrás da cabeça e passe as costas por cima do encosto da cadeira, abrindo o peito em direção ao teto e usando as mãos para tracionar a cabeça. Faça isso 5 vezes ao vezes ao dia.

– Para quem fica em pé por muitas horas seguidas, a dica é fazer dois exercícios simples. No primeiro você deve posicionar um dos pés em um degrau, apoiando-se mais nesse pé do que no outro, e mantenha-se assim por alguns segundos. Alterne os pés para que haja uma melhor compensação do seu peso e para que nenhum dos dois lados fique sobrecarregado. Outro exercício interessante nesses casos é mobilizar a coluna, fazendo o que chamamos de sequenciamento – movimento de rolar a coluna, vértebra por vértebra, de cima para baixo, e depois retornar da mesma forma. Ambos os exercícios podem ser repetidos até 5 vezes por dia.

– Dentistas, tatuadores e outros profissionais que trabalham sentados mas não totalmente estáticos podem realizar estimulações diferentes para evitar as dores no fim do dia. O ideal nesses casos seria fazer exercícios de rotação. Ainda na posição sentada, mobilize a coluna a fim de evitar a sobrecarga em uma região específica. Com os pés bem apoiados, mantenha o eixo da coluna (quando a cabeça está alinhada com a pelve) e rode a coluna para um dos lados, girando a cintura, tórax e cervical. Permaneça nessa posição por algumas respirações, retorne lentamente e repita o exercício para o outro lado.

Com essas dicas esperamos poder ajudar você a evitar esse probleminha tão incômodo. Então, o que acha de colocá-los em prática e depois vir contar para a gente como foi?

.

0 Comentários

Gostou? Deixe o seu comentário!






Gostaríamos de contar
as novidades para você.

41 3082 9400 41 9 8802 8049

contato@espacomov.com.br
-
Avenida Nossa Senhora da Luz, 2739 - Jardim Social - Curitiba - PR